Síndico: um aliado no combate à violência em condomínios

Infelizmente a violência não tem hora e local para acontecer. E atinge todas as classes sociais. Basta acompanhar as notícias para verificar o aumento no número de ocorrências contra os mais vulneráveis, como criança, adolescente, mulher, idoso e pessoa com deficiência (PCD).

O que mais chama atenção é que, normalmente, pensamos que o lar é o lugar mais seguro para estarmos, mas não é essa a realidade para boa parte das pessoas mais vulneráveis à violência. É exatamente em sua própria casa que acontecem a maioria das agressões, como físicas, emocionais, morais, psicológicas e sexuais. Em virtude do Novo Coronavírus, os casos têm aumentado em função do isolamento social. As mulheres estão entre as principais vítimas.

Segundo as últimas pesquisas no Brasil, 70% das agressões sofridas por mulheres ocorrem dentro de seus lares. Outro detalhe: na maioria dos casos, as vítimas são agredidas por pessoas conhecidas, como pai, padrasto, irmão, filho, namorado ou marido (ex ou atual).

Com o objetivo de trazer maior proteção aos mais vulneráveis, protocolei na Câmara Municipal de Vitória um projeto de lei (Nº 83/2020) que propõe que síndicos e administradores de condomínios enviem denúncias de violência contra a criança, adolescente, mulher, idoso e pessoa com deficiência aos órgãos especializados de segurança. Para isso, a denúncia precisa ser relatada no livro de ocorrência.

A proposta é disponibilizar mais um instrumento à sociedade no enfrentamento à violência aos mais vulneráveis, principalmente nesse momento de pandemia e isolamento social.

Vale ressaltar que o síndico é o nosso maior aliado e parceiro no combate à violência em condomínios. Contudo, cada morador deve colaborar com esse representante como “vigilante solidário”, ao observar qualquer ato estranho com o seu vizinho. Muitas vezes, são pessoas indefesas, não conseguem se comunicar e se proteger dentro das suas próprias casas, seja por limitações ou pela dificuldade em pedir ajuda.

Antes da votação do projeto de lei foi realizado um debate virtual com vários representantes do setor, como administradores de condomínios, síndicos profissionais, autoridades da área de segurança, visando ampliar a discussão. A proposta foi ouvir sugestões para melhorias do projeto de lei, diante dos profissionais que lidam diariamente com a rotina em condomínios e segurança pública. A partir do debate, vários pontos foram sugeridos e melhorados, o que foi bastante produtivo.

Todos nós, cidadãos, somos corresponsáveis e devemos contribuir na luta contra a violência e uma sociedade mais justa e humana. Sendo assim, ouviu ou presenciou alguma atitude suspeita? Não se cale! Na dúvida, peça ajuda ao síndico ou acione imediatamente as autoridades de segurança.

Sua simples atitude pode salvar vidas!

Wanderson Marinho (PSC) é vereador de Vitória

Data de Publicação: segunda-feira, 27 de julho de 2020

ACOMPANHE A CÂMARA

Endereço:
Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, n° 1788
Bento Ferreira - Vitória/ES - CEP: 29050-940


Telefone: (27) 3334-4500
E-mail: cmv.dec@gmail.com

Atendimento ao Público:
De segunda a sexta, das 08h00 às 18h00

Dia e horário das Sessões Plenárias:
Terças, quartas e quintas-feiras,
a partir das 16h00

Copyright © Câmara Municipal de Vitória. Todos os direitos reservados.
Ágape Consultoria