Precisamos separar o joio do trigo na Vigilância Sanitária

Algo está errado no município de Vitória. Tenho recebido constantes reclamações de comerciantes de Vitória a respeito da atuação de alguns fiscais da Vigilância Sanitária de Vitória. E não sou o único vereador procurado pelos comerciantes. A queixa é constante durante as sessões ordinárias da Câmara de Vitória. Afinal, o que está acontecendo?

 

Primeiramente é preciso esclarecer a função de extrema relevância da Vigilância Sanitária para o município de Vitória, ao garantir a higiene e a proteção da saúde dos consumidores e o bem-estar da sociedade. Sei que temos profissionais exemplares atuando no setor, na Prefeitura de Vitória. Que se dedicam a prestar um serviço eficiente e comprometido com a moralidade e com os melhores interesses dos munícipes e do poder público.

 

É por isso que defendo a necessidade de separar o joio do trigo e identificar quais são os fiscais que estão (e se estão) agindo de forma inadequada e pouco razoável com os comerciantes que vieram nos procurar e relatar suas experiências. Tem sido um fato recorrente. Comerciantes relatam sentir-se constragidos, ameaçados, como se estivessem cometendo crimes hediondos.

 

É preciso lembrar que o Brasil vive uma crise financeira histórica. Dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam um índice de queda nas vendas do comércio em março deste ano como o pior dos últimos 14 anos. Outro problema diretamente relacionado é o desemprego: o IBGE também aponta a maior taxa de desocupação desde 2012.

 

Frente a essa realidade, os comerciantes de Vitória travam verdadeiras batalhas para conseguirem manter seus negócios em operação e continuar gerando emprego e pagando seus impostos em dia. Precisamos reconhecer e valorizar o empenho de quem batalha para manter as portas abertas.

 

Defendo que a Câmara Municipal de Vitória cumpra seu poder fiscalizador, ouça o clamor dos comerciantes de Vitória e dê abertura à CPI da Vigilância sanitária, para que possamos identificar e punir os servidores que não estejam agindo em conformidade com suas atribuições legais e éticas.

 

Max da Mata (PDT)

 

 

 

Data de Publicação: sexta-feira, 08 de dezembro de 2017

ACOMPANHE A CÂMARA

Endereço:
Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, n° 1788
Bento Ferreira - Vitória/ES - CEP: 29050-940


Telefone: (27) 3334-4500
E-mail: cmv.dec@gmail.com

Atendimento ao Público:
De segunda a sexta, das 08h00 às 18h00

Dia e horário das Sessões Plenárias:
Terças, quartas e quintas-feiras,
a partir das 16h00

Copyright © Câmara Municipal de Vitória. Todos os direitos reservados.
Ágape Consultoria